Protocolo de Cooperação em Cibersegurança na Saúde

Protocolo de Cooperação em Cibersegurança na Saúde

A SPMS, EPE, através da sua Academia de Formação, assinou, no dia 27 de novembro, um protocolo com o Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) para a criação do Centro de Desenvolvimento e Capacitação em Cibersegurança na Saúde.

A Academia da SPMS pretende que o CHUC passe a assumir um papel fundamental na investigação da cibersegurança de dispositivos clínicos, quer em termos de hardware, quer no software utilizado, devendo realizar experimentação, ou seja, “ensaios clínicos” de cibersegurança.

No âmbito do protocolo assinado, e em alinhamento com o plano estratégico das duas instituições, pretende-se que o Centro de Desenvolvimento e Capacitação em Cibersegurança possa contribuir para a divulgação, em todo o Serviço Nacional de Saúde, das melhores práticas em cibersegurança, promover a formação e capacitação em tecnologias de informação e cibersegurança para profissionais de saúde, dinamizar a formação, integrada nos currículos das universidades e politécnicos e, ainda, potenciar o desenvolvimento de inovações tecnológicas em matéria de ciberdefesa relevante aos riscos próprios da saúde.

No final da sessão de transformação digital realizada, ontem, no CHUC, Henrique Martins, presidente do Conselho de Administração da SPMS, EPE, destacou a localização central de Coimbra e a Universidade, com as faculdades de Medicina, Farmácia e Enfermagem, como essenciais para “ter um polo tecnológico de saúde que se está a desenvolver e que beneficia muito de ser capacitado com um ‘know-how’ de cibersegurança e que pode ser um fator diferenciador”.

Através deste protocolo, a SPMS e o CHUC vão estabelecer uma rede de cooperação a vários níveis, com a finalidade de promover a qualificação dos profissionais de saúde integrados no SNS e aumentar a competitividade dos serviços prestados.

Desenvolvido por: